Ultra Gaming
Olá, Seja Bem Vindo Cadastre-se no UltraGaming
e Desfrute das Opções.

Por que devo fazer meu cadastro?
Ao se cadastrar você poderá utilizar vários recursos adicionais dos sites dos Diários Associados.

O cadastro é uma assinatura paga?
Não. A utilização de todos os recursos é gratuita.


Você não está conectado. Conecte-se ou registre-se

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Ir em baixo  Mensagem [Página 1 de 1]

Story

avatar
Administrador
O ano de 2013 ainda não chegou à metade, mas já deixou muito torcedor triste ou, pelo menos, preocupado. Alguns times de grande tradição em sua região fizeram péssimas campanhas ou já foram rebaixados nos campeonatos estaduais. Só em São Paulo dois times de grande expressão seguirão os passos da Portuguesa, que caiu em 2011, e irão participar da Série A2 de 2014.
Guarani, campeão brasileiro em 1978, e São Caetano, vice-campeão brasileiro em 2000 e 2001 e vice da Libertadores em 2001, fizeram pífias campanhas e terminaram o Paulistão nas últimas posições. O time de Campinas teve três treinadores (Zé Teodoro, Branco e Paulo Pereira) durante o torneio e só somou dez pontos. Em crise financeira, o Bugre já anunciou que sua folha salarial será reduzida de R$ 500 mil para R$ 300 mil. Este é o nono rebaixamento do Guarani nos últimos 12 anos. O último foi no final do ano passado, quando caiu para a Série C do Campeonato Brasileiro.
Já o São Caetano, campeão em 2004 do Paulistão sob o comando de Muricy Ramalho, também teve três técnicos nas 19 rodadas da primeira fase. Nenhum deles foi capaz de fazer Jobson e Rivaldo darem certo na equipe. Aílton Silva começou a competição, pediu licença para resolver problemas e voltou após Geninho não conquistar nenhuma vitória. Depois, Daniel Martine assumiu interinamente e caiu com o time. Marcelo Veiga, que deve sair do Botafogo-SP, é o mais cotado para ser o novo técnico para comandar o Azulão na Série B.
AMÉRICA-MG NÃO CAI MAS FAZ FEIO
Atual vice-campeão do Campeonato Mineiro, o América-MG, não repetiu a boa campanha do ano passado. O time começou o certame sendo treinado por Vinícius Eutrópio, mas o treinador foi demitido após resultados ruins. Paulo Comelli, que havia deixado o Criciúma após subir com o Tigre para a Série A do Brasileiro e ter um mau início no Catarinense, assumiu, mas não deu jeito. O Coelho terminou em oitavo, com apenas três vitórias em 11 jogos.
Outro time grande que fez feio para seu torcedor foi o Vila Nova. O Tigre de Goiânia, segundo maior campeão de Goiás, não foi rebaixado por apenas um ponto. O técnico interino Hermógenes Neto, que conseguiu salvar o time do descenso, foi efetivado no cargo e vai ficar para a disputa da Série C do Brasileiro.
GRANDES CAMPEÕES EM SEUS ESTADOS TAMBÉM CAÍRAM
A lista de times com tradição em seus estados que deixaram a desejar é extensa. Logo no ano de seu centenário, o Rio Branco-ES foi rebaixado no Campeonato Capixaba. Foram 36 títulos do Capa Preta, o maior campeão do Espírito Santo. Time de nome parecido, o Rio Negro-AM também caiu em seu Estadual. O time 16 vezes campeão do Amazonas não vem em uma boa fase: foi o terceiro rebaixamento desde 2008. E teve até time fechando as portas. O Paraíba-PB não resistiu ao péssimo momento financeiro nem à queda e teve de encerrar as atividades.
Confira os times de tradição em seus estados que foram rebaixados ou fizeram péssimas campanhas em 2013:
Amazonas - Rio Negro rebaixado. Com 16 títulos, é segundo maior vencedor do Amazonas, atrás apenas do Nacional, que tem 41. Foi rebaixado pela terceira vez. A última havia sido em 2009.
Bahia - Fluminense de Feira já foi campeão duas vezes, mas caiu este ano.
Espírito Santo - Rio Branco, o maior campeão do Estado com 36 títulos, foi rebaixado bem no ano do centenário.
Goiás - Itumbiara, que já ergueu uma taça do Campeonato Goiano, foi rebaixado. Vila Nova escapou por um ponto.
Mato Grosso - Vila Aurora foi campeão uma vez, mas foi rebaixado. Sinop, time de Rogério Ceni quando jovem e campeão trêz vezes, não caiu por dois pontos.
Mato Grosso do Sul - Corumbaense, campeão apenas uma vez do torneio, caiu para a segunda divisão.
Minas Gerais - América, vice-campeão ano passado, foi apenas oitavo, com três vitórias em 11 jogos.
Pará - Independente, campeão uma vez, foi rebaixado.
Paraíba - Paraíba nunca foi campeão, mas fechou as portas após ser rebaixado.
Paraná - Paranavaí foi campeão uma vez do Paranaense e foi rebaixado em 2013.
Piauí - Não teve rebaixamento por determinação da federação, mas os dois últimos, Barras e Picos, foram campeões uma e quatro vezes, respectivamente.
Rio de Janeiro - Bangu chegou a ser terceiro colocado na Taça Guanabara, não passando às semifinais por dois pontos, mas ficou em último em seu grupo na Taça Rio.
Rio Grande do Norte - Potiguar, uma vez campeão Potiguar, foi rebaixado.
Rondônia - Ji-Paraná, time com nove títulos estaduais, está perto de ser rebaixado.
São Paulo - Guarani foi rebaixado do Campeonato Paulista em último lugar. Nunca foi campeão da competição, mas já levou o título brasileiro, em 1978. São Caetano foi campeão do Paulistão em 2004 e foi rebaixado após terminar o campeonato em penúltimo, mesmo com Rivaldo e Jobson no elenco.
Sergipe - América, duas vezes campeão, foi rebaixado.



Ver perfil do usuário

Darkness¥

avatar
Moderador
A lista de times com tradição em seus estados que deixaram a desejar é extensa. Logo no ano de seu centenário, o Rio Branco-ES foi rebaixado no Campeonato Capixaba. Foram 36 títulos do Capa Preta, o maior campeão do Espírito Santo. Meu estado



Valeu Night:
Ver perfil do usuário

Ver o tópico anterior Ver o tópico seguinte Voltar ao Topo  Mensagem [Página 1 de 1]

Permissão deste fórum:
Você não pode responder aos tópicos neste fórum